49 . 3444 0492
49 . 98502 7012

ACERVO



SINGER

MAQUINA DE COSTURA SINGER FLEXITRONIC PLUS SEM MESA COM MOTOR - Nº 298



 GALERIA DE FOTOS


Número: 298
Marca: SINGER
Número de Fabricação: C90222675
Indústria: The Singer Company
País: BRASIL
Localização no Museu: GALERIA HERNILO RHODEN - ESPAÇO - ALBERTO DE CASTRO DURÕES - L3C2

HISTÓRIA

SINGER
 

Isaac Merritt Singer nasceu em 1811, oitavo filho de imigrantes judeus alemães que moravam nos EUA. Em sua infância, gostava de estar dentro de uma oficina mecânica, o que na época equivalia a um adolescente de hoje gostar de celular.

Aos 19 anos de idade Singer revolucionou sua vida e foi trabalhar como ator em peças de teatro. Logo se casou e teve que intercalar o teatro com algum outro trabalho que pagasse mais: optou por montar uma empresa de tornos.

A sua companhia teatral foi a falência e Singer começou a trabalhar em uma gráfica. Logo percebeu que a impressão poderia ser aperfeiçoada e patenteou uma máquina em que conseguia gravar tanto em madeira como em metal. Ele então abriu uma empresa de letreiros na Pensilvânia. Com um investidor de nome Zieber, foram para Boston mostrar o invento com o objetivo de encontrar compradores. Alugaram um espaço na oficina de Orson Phelps. Mas ninguém se interessou.

Mas nem tudo estava perdido: Phelps produzia e consertava máquinas de costura, máquinas essas que usavam o mesmo sistema e forma das que Howen havia patenteado, e pediu a Singer para melhorar a máquina que apresentava constantes necessidades de reparo. Um dia depois o projeto reformulado estava pronto. Zieber e Phelps visualizaram um potencial enorme no projeto e os três formaram uma associação.

Zieber entrou com 40 dólares, Phelps com o local e Singer com as ideias.

Após onze dias em que os sócios mais alguns funcionários trabalharam dia e noite e por vezes sem comer, eles conseguiram produzir uma máquina de costura. Mas quando colocada a prova a costura não saiu satisfatória como era esperado.

Decepção. Tristeza.

Os funcionários saíram, Phelps também ficando apenas Zieber e Singer com muitas interrogações. Enquanto voltavam para o hotel, Zieber e Singer conversavam e o investidor fez um comentário ao encontrar um fio de tecido em sua roupa. A luz iluminou seu cérebro e Singer percebeu que eles não tinham ajustado a tensão da linha da agulha. Voltaram para a fábrica e fizeram o ajuste; a máquina fez cinco pontos perfeitos. Estava inventada a máquina de costura que finalmente costurava perfeitamente. Foram onze dias e cinco pontos para o sucesso. Os modelos atuais empregam o mesmo sistema que Singer inventou.

Após registrar sua patente da máquina e iniciar a produção das mesmas, Singer teve seu primeiro problema: um processo judicial impetrado por Howen alegando aproveitamento de suas inovações sem a devida licença. Singer contratou o jovem advogado Edward Clark que exigiu para defendê-lo judicialmente participação na empresa. Singer concordou e Clarck passou a ter um terço da, então, I. M. Singer & Company.

No final do processo Singer teve que pagar royalties a Howen.

Terminada a querela, a parte financeira ficou para responsabilidade de Clarck enquanto Singer cuidava da produção e inovação das máquinas de costura. Usando de agressividade comercial, Clarck abriu várias filiais pelos EUA para vender a N° 1 Standard, modelo de sucesso e popularidade nas duas décadas seguintes.

Em 1852 a empresa foi renomeada para Singer Manufacturing Company. Dois anos depois foi lançada a N° 2 Standard e em 1856 a N° 3 Standard.

Clarck pôs em prática ambiciosas técnicas de venda que incluíam atrair mais compradores, trabalhar com táticas de venda, contratar vendedores com habilidades comerciais e conhecimento técnico, promover demonstrações das máquinas de costura em que senhoritas faziam as costuras. Outra inovação espetacular, sendo a primeira empresa no mundo a utilizar esse sistema, foi vender o produto para pagamento a prazo. As máquinas custavam 125 dólares, mas poderiam ser adquiridas com uma entrada de 5 dólares e prestações de 3 dólares. Além de aceitar máquinas usadas, de outras marcas, como entrada na compra de uma Singer nova.

A Singer tornou-se a dominadora no mercado americano mantendo escritórios em quase todos os estados. Mantinha sempre estoque das peças e a manutenção era extremamente eficiente.

Dominando a América, Clarck voltou os olhos para a Europa e empregou inúmeros representantes que recebiam um salário e deveriam ser exclusivos representantes da marca Singer.

Em 1863, Clarck comprou a parte de Singer na empresa. Porém, no contrato de venda, Clarck não poderia ter o título de “Presidente” enquanto Singer estivesse vivo.

Para conseguir entregar a demanda por máquinas, tanto internamente como externamente, a Singer abriu novas fábricas. Em 1865 já havia uma em solo escocês, a Clydebank um complexo enorme formado por dois prédios principais de três andares cada e uma torre central de 60 metros de altura com o nome SINGER imponente e dominante na local. Durante a Segunda Guerra Mundial o prédio foi totalmente destruído por bombardeiros da Luftwaffe(força aérea alemã). E em 1890 uma no Canadá tornando-se assim a primeira indústria multinacional dos EUA.

Em 1880 é adicionado um motor elétrico em uma máquina de costura Singer.

Em 1908 é inaugurado o prédio da Singer na Broadway em Nova York. Na época foi o maior arranha-céu e o edifício mais alto do mundo com seus 47 andares.

3 milhões de máquinas vendidas em todo o mundo era o saldo da Singer em 1913.

Em 1927 a Singer abriu um centro que oferecia cursos de costura para donas de casa e 25 anos depois a estimativa era que o centro havia ensinado a costurar aproximadamente 400 mil mulheres.

No ano de 1929 a empresa já possuía nove fábricas em todo o mundo empregando 27 mil colaboradores que produziam 3 mil modelos de máquinas.

O modelo 206 de 1952 foi a primeira máquina Singer zig zag. E em 1956 a primeira fábrica da Singer é aberta no Brasil, na cidade de Campinas SP.

Em 1965 a Singer lança a série de máquinas Toque e Costure com grande sucesso de vendas. No ano seguinte a companhia comemorou o valor de 1 bilhão em vendas.

A primeira máquina de costura eletrônica do mundo é apresentada pela Singer em 1975. Três anos depois chegou a Touchtronic 2001, a primeira máquina do mundo controlada por computador.

Em 1990 surgem as overlocks oferecendo um desempenho excepcional com o maior número de pontos disponíveis em qualquer similar. Quatro anos depois aparece a QUANTUM® XL-100 uma máquina de bordar de ultima geração.

Em 2001 a Singer comemorou 150 anos de vida. Em 2005 entram em cena máquinas de bordar computadorizadas que incluíam software de digitalização.A marca Singer foi transferida para a SVP WORLDWIDE que representa as marcas de máquinas de costura da Singer, Pfaff e Viking. Hoje a Singer continua lider de mercado em máquinas de costura além de ter outros produtos com a marca. A empresa possui 620 lojas com mais de 12 mil revendedores distribuídos em 150 países.Isaac Merritt Singer faleceu em 1875. Era milionário mas teve que dividir toda sua fortuna com as mulheres e amantes que teve. Ele foi pai de 24 filhos.


Link da empresa Singer.

https://www.singersewinginfo.co.uk/stjohns

 








TOPO